#PegaaDica: Lição de prototipação com McDonald’s

Protótipos te ajudam a saber como as pessoas vão interagir com o seu produto. Conheça as lições que o McDonald’s podem trazer para você, UX designer.

Print do vídeo Lição de prototipação com McDonald’s, mostrando uma quadra de tênis com demarcações, mostrando o que seria o protótipo de uma futura cozinha do mcdonald's
Print do vídeo — Lição de prototipação com McDonald’s

Trabalha com UX? Então, você sabe que prototipar é essencial e uma constância no dia a dia. E se você ainda não trabalha, já fique ciente!

O termo protótipo vem do grego prótos (primeiro) e typos (tipo). Ou seja, um protótipo é o primeiro tipo ou primeiro modelo de um produto ou serviço. E prototipar é fazer isso acontecer.

Criar um protótipo é importante para que você saiba como as pessoas vão realmente interagir com o seu produto, de forma orgânica. Assim, você saberá se essa interação saiu como o planejado, se é preciso rever alguns pontos, refazer…

Estamos acostumados a ver protótipos para produtos online: aplicativos, sites… Mas o conceito (e a prática) existe antes da gente pensar em ter o mundo na palma da mão, em um smartphone. E o McDonald’s é um exemplo disso.

No #PegaaDica de hoje, você vai ver um vídeo muito didático, curtinho e que a gente gosta de compartilhar sempre com as nossas turmas para que possam entender rapidamente do que estamos falando. Só dar o play!

O que podemos aprender nesses 6 minutos?

  1. Testar, testar, testar… Incansavelmente! E absorver tudo que esses testes mostrarem, para que as mudanças sejam embasadas. Por exemplo, no vídeo, eles falam de como observaram o comportamento das pessoas (erros, as brigas dos clientes, o assédio às garçonetes, os pratos quebrados etc) e analisaram dados (87% das compras eram de hambúrguer, refrigerante e batata frita). Com isso em mãos, vamos às mudanças!
  2. Não ter medo de fechar para reforma e recomeçar, repensar, reestruturar. O importante é chegar a um resultado eficiente para a sua equipe e para o público.
  3. Solucionar o problema do cliente é o que importa. Eles não pensaram (apenas) em como vender mais. Pensaram em como tornar o ambiente melhor, mais agradável, em como fazer a entrega do pedido de forma mais eficaz e mais rápida… E o resultado de colocar em primeiro lugar a solução é o seu lucro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima