O que é pesquisa em design?

As pesquisas em design, ou Design Research, são extremamente úteis para criar experiências digitais que atendam às necessidades do público

Há um tempo, a BBC lançou um vídeo (que você pode conferir abaixo) que tratava exatamente da importância da pesquisa no design, ou como costumamos chamar, o Design Research.

É através dela que nós conseguimos colocar o usuário no centro da questão. E é graças a ela que os sites, aplicativos e produtos digitais em geral que você tanto gosta são assim, como você tanto gosta! De acordo com a Charlotte Davies, Senior Design Research Specialist da emissora, uma parte fundamental disso é o fascínio pelas pessoas, o que elas precisam, como pensam e se comportam.

“Construir um vínculo de empatia com nossos usuários nos ajuda a tomar melhores decisões e desenvolver serviços com um valor real. O que aprendemos sobre as pessoas ajuda a alimentar o processo de design e a inspirar nosso trabalho diariamente”.

Quais as etapas desse processo dentro da BBC? De acordo com Davies, são três etapas simples: explore, observe e se mantenha curioso!

Quando você explora, você tem a chance de aprender mais sobre o seu público, o que é muito valioso! E isso pode ser feito de diversas maneiras, como pedindo aos usuários façam um test drive no seu produto simplesmente batendo um papo com eles.

Se você vai além e também observa o comportamento dos seus usuários em um ambiente natural, aprende muito. Interações naturais e rotinas têm muito a ensinar.

Por fim, não pare! O mundo se move em um ritmo acelerado, evoluindo a cada dia. A pesquisa em design tem como objetivo aprender continuamente e desafiar suposições. Por isso, se mantenha curioso!


Assista ao vídeo da BBC, na versão legendada pelo Esley Henrique da Silva:


E o que fica de lição para os profissionais de UX?

  1. Embora seja importante observar, é preciso interagir e fazer perguntas.
  2. Não existem respostas certas ou erradas. Na verdade, não há respostas. Apenas insights, experiência e inspiração.
  3. Seu novo conhecimento não significa nada se você não consegue usá-lo para fazer mudanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima