A versão mobile precisa ser mais criativa?

Depois de vermos um pouco sobre como foram as palestras do Fred Van Amstel e do Bernard de Luna no iMasters InterCon 2011, chegou a vez da palestra de Michel Lent, VP de Estratégia do Grupo Pontomobi. Apesar de termos visto no InterCon muitas outras palestras interessantes, essa série de posts se encerra com esse terceiro review.

A apresentação do Lent caminhou no sentido de orientar-nos que o trabalho no meio mobile não é uma questão tecnológica, mas sim comportamental. Muito além dos iPhones e iPads, o que temos são pessoas em movimento, que se encontram com as mesmas marcas e serviços em diferentes telas.

Lent mostrou em sua palestra que ao tratarmos a mobilidade pelo prisma da experiência do usuário, percebemos que sua forma de interação tem uma característica própria, que vai muito além de fornecer uma informação ou serviço em uma visualização diferente. Usuários não buscam na experiência com dispositivos móveis as mesmas coisas que buscam ao interagir com seus computadores.

Pensar mobile não é adaptar tecnologia.

O processo de ubiquidade, que nos mantem conectados a toda hora e em todo lugar, vem alterando a forma com que as pessoas se relacionam com marcas e serviços, proporcionando um novo contexto social, onde as pessoas desfrutam de um outro nível de acesso a serviços, comodidade e diversão. Sendo assim, pensar mobile não diz respeito apenas a adaptar tecnologias, mas sim a pensar no que cada indivíduo precisa e anseia.

Lent nos explicou que a criatividade no mobile significa entender o que é relevante para as pessoas. É necessário um re-propósito. É preciso re-pensar. O mobile não está ligado a propaganda, mas sim ao design. A grande questão que temos que compreender é como o mobile se encaixa na nossa estratégia.

Mobile Apps vs. Web Consumption, minutes per day.

Ao comentar sobre a era da “aplicatização” da internet, Lent explicou sobre o que Chris Anderson quis dizer ao declarar a web como morta na edição de agosto de 2010 da Revista Wired. Hoje, cada vez mais os sites perdem audiência para os Apps de todos os tipos. Nos dispositivos móveis, as pessoas passam muito mais tempo em Apps do que navegando em sites da forma tradicional. Porém, independente da plataforma a que estamos acessando o conteúdo ou serviço desejado, tudo ainda é web. Os Apps proporcionam apenas uma utilização mais objetiva da Internet.

Para finalizar, Lent comentou sobre o mundo de possibilidades que ecossistemas como a App Store proporcionam para o novo “euprendedorismo”, permitindo a criação de empresas enxutas com 2 ou 3 pessoas, que conseguem expor e comercializar seus aplicativos aproveitando a estrutura desses ecossistemas.

Veja abaixo o vídeo e os slides da palestra.

http://embed.videolog.tv/v/index.php?id_video=731524&related=&hd=&color1=ffffff&color2=ffffff&color3=ff0066&slideshow=true&config_url=&

http://static.slidesharecdn.com/swf/ssplayer2.swf?doc=intercon-111022062858-phpapp01&stripped_title=a-verso-mobile-precisa-ser-mais-criativa&userName=mlent68

Fechando a palestra, Lent nos deixou uma mensagem sobre aquilo que ele considera que deve mover o trabalho das pessoas. É a ideia mais óbvia para um ideal de vida, mas que muita gente parece nunca assimilar: “Encontre o que você ama, faça o que você ama, e seja feliz”.

Espero que todos tenham gostado dessa pequena série de reviews do InterCon2011. Aguardo vocês no ano que vem 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima